Reunião de negócios - Sexo Grupal

"Você gostou do sabor da minha esposa?" Eu dei outra lambida de degustação e gemi acenando com a cabeça em aprovação

.

Só assim pra me apresentar, me chamo Roberto, tenho 43 anos, sou sócio de uma grande empreiteira de obras. Isso aconteceu ano passado e vou relatar pra voces...

Eu tinha uma reunião de negócios no final da tarde com um cliente que pretendia investir muito dinheiro em parceria com a nossa empresa. Eu vinha namorando esse negócio a muitos meses, foram muitas video-conferencias, muitas noites de trabalho, de projeto de estratégia, reuniões intermináveis, até que o negócio estava praticamente fechado. Meu sócio na empreiteira, incumbiu a mim a missão de fazer o que fosse necessário para selar o acordo. Eu escolhi um restaurante muito agradável com um bar muito chique para o encontro com o cliente. Cheguei cedo para garantir que tudo estava pronto e nada daria errado.

Sentei-me no bar e enquanto esperava o cliente chegar eu tomei duas doses de whisky. Enquanto estava sentado lá, notei uma senhora mais velha sentada à mesa sozinha no canto da sala. Embora aparentasse ter uns 55 anos, era muito bonita de rosto, com certeza havia feito alguma plástica, seus peitos tambem tinham um ótimo tamanho e se mostravam firmes, com certeza siliconados, ela estava vestida para impressionar com certeza. Ela estava usando um vestido curto branco no meio da coxa, com top baixo, um corte para realçar seu decote maravilhoso. Ela era, realmente o tipo que costumamos chamar de "Mulherão", linda e vestida com uma sobriedade sexy.

Eu percebi seu copo vazio e falei ao barman para mandar uma dose da bebida da qual ela estava tomando, mas sem dizer a ela que fui eu que paguei pela bebida. Ela aceitou a bebida e ficou olhando ao redor do bar para ver se conseguia descobrir quem lhe comprara a bebida. Disfarcei e me fiz de desentendido, sem nem olhar pra ela, pra que ela nunca conseguisse descobrir que fui eu.

Bem, meu cliente chegou em comitiva de tres pessoas, quando todos nós nos apresentamos, um dos engenheiros um senhor que aparentava ter entre 55 e 60 anos, se voltou para a dama de branco e a apresentou como sua esposa. Fiquei um pouco surpreso, mas muito satisfeito em conhecê-la e todos nós nos mudamos para a área de jantar e sentamos em uma mesa. Para minha surpresa, a esposa do engenheiro foi colocada ao meu lado, de costas para a parede, e olhando para baixo eu tinha uma visão privilegiada de suas coxas. Ela tinha pernas muito sexy é tudo que eu poderia dizer dentro dos meus pensamentos. Os outros três cavalheiros estavam do outro lado da mesa. Nós começamos com uma pequena visão geral do projeto e então mudamos para os detalhamentos do projeto enquanto estávamos sentados lá tomando algumas bebidas. Eu notei que o engenheiro não bebia, tomava apenas água e os outros dois me acompanhavam no whisky.

Pedimos o jantar e, depois de comer, o engenheiro perguntou se poderíamos nos mudar para o hotel, para que pudéssemos discutir mais detalhadamente o custo do projeto e o projeto final. O hotel onde estavam hospedados estava à apenas uma ou duas quadras de distância, então fomos a pé até lá. Uma vez no hotel, entramos em uma sala de reuniões pequena, com maior privacidade para tratarmos de negócios. Nós nos sentamos em uma mesa redonda e novamente a esposa engenheiros sentou ao meu lado. Os dois senhores que estavam com o engenheiro foram até a área do bar do hotel para pegar as bebidas. Enquanto eles estavam lá, eu e o engenheiro conversamos sobre o projeto.

Descobri que o cara, alem de ser o engenheiro chefe do projeto era o dono, sócio majoritário da empresa e enquanto eu falava com ele, senti sua esposa encostar-se na minha perna com a mão como se fosse um acidente, mas ela fez isso várias vezes e, a cada vez, sua mão ficava mais alta na minha coxa. Fiz tudo o que pude para não dar bandeira, fazendo de conta que era natural, ou mesmo que não percebesse. Os dois retornaram com dinks e nós nos sentamos lá e fomos em cima de muitos detalhes do projeto. Chegamos a um ponto que não haviam mais detalhes a serem discutidos e todos nos demos por satisfeitos e, como já era umas 23:00 hs, decidimos que nossa reunião havia chagado ao fim. Os outros dois cavalheiros saíram e, e quando eu me levantei da mesa e estava prestes a ir embora, o engenheiro me disse.

- "Antes de ir, acho que precisamos examinar mais um item do projeto antes de você sair" Eu fiquei um pouco desconcertado, pois achei que tínhamos resolvido tudo sobre o projeto.

- "Será que perdi algum detalhe? É sobre o preço o prazo?" Ele sorriu e disse:

- "Não se preocupe, o negócio está fechado, é outra coisa... por favor venha conosco, podemos ter essa conversa em nossa suíte." Eu não fiquei surpreso com isso e subimos para a suíte deles.

Uma vez que entramos na suíte, eu fiquei de boca aberta, com o quão grande era. Havia uma área de estar, um pequeno escritório, um quarto enorme e dois banheiros. Uma suite cinco estrelas muito luxuosa. Pediram-me para sentar no sofá e eu notei que sua esposa foi para o quarto. Fiquei lá sentada conversando sobre o projeto por cerca de 20 minutos, quando Valter disse:

- "Então eu notei você estava olhando bastante para minha esposa no jantar"

- "Ééé...sim... ela é uma mulher muito bonita, sabe" eu respondi meio sem saber exatamente o que dizer

- "Ela gosta de se mostrar, sabe, usar roupas curtas, exibir seus peitos, suas pernas! E não se preocupe... eu gosto de vê-la se exibir"

Nesse momento ela saiu do quarto em nossa direção, vestindo a roupa mais sexy que você eu já vi. Sexy, mas não vulgar, mostrando as pernas, coxas e seios. Eu não tinha certeza do que dizer ou fazer, apenas fiquei olhando para ela de cima a baixo.

- "Então Roberto... você gosta da minha esposa vestida assim? Ou você gostaria de ver mais dela?" Eu hesitei e antes que eu pudesse dizer qualquer coisa que o marido disse a ela

- "Vá se trocar meu bem, vista algo mais a vontade!" ela foi embora novamente e ele se levantou e foi para o bar da sala.

- "Você gostaria de mais uma bebida", ele perguntou, eu balancei a cabeça sim.

Ele nem me perguntou o que eu queria beber, só preparou um par de bebidas. Quando ele entregou o meu copo, eu percebi, sua esposa voltando do quarto. Desta vez estava de saltos altos, com meias pretas de 3/4, com cinta-liga e um sutiã rendado e quando eu olhei para sua calcinha notei que era muito pequena, apenas um pequeno triângulo escondendo a buceta, logo imaginei que era um fio dental atolado no rabo. Ela caminhou até a minha frente e se virou de costas para mim e como se fosse pegar algo do chão, se inclinou a menos de dois metros de distância. Eu estava certo, a calcinha era apenas uma tira fina de tecido, perdida no meio da sua bunda, eu podia sentir o cheiro do perfume dela e eu olhei para a bunda dela e pude ver o seu rabo empinado e a buceta inchada, dividida pelo fio dental. Eu quase pulei pra frente e enfiei a minha cara nela, mas eu estava congelado.

- "Você gosta do que vê?" ele disse e continuou

- "Por favor, fique a vontade! Pode estender a mão e tocá-la...ela não vai se importar"

- "Você se importa querida?" Eu ouvi sua voz em um tom sexy

- "Oh, não, de jeito nenhum. "

- "Eu sei que foi você que mandou uma bebida pra mim lá no bar! Eu sabia que era você, eu vi você me olhando"

Eu estava chocado, mas muito excitado. Ela então se inclinou para trás, empurrando sua bunda mais pra perto do meu rosto e eu me inclinei de encontro à ela. Estendi as duas mãos, colocando-as uma de cada lado daquela bunda e espalhei as bochechas podendo assim ver o cuzinho e a buceta que a pequena tira do fio dental não conseguia esconder. Minha boca estava a apenas uma polegada de distância, então coloquei minha língua para fora e lambi sua bunda, e depois as pregas do seu cu, descendo até os lábios da sua buceta. Ela gemeu e eu ouvi o marido dizer:

- "Você gostou do sabor da minha esposa?" Eu dei outra lambida de degustação e gemi acenando com a cabeça em aprovação

- "MMMM MMMM HUMMM"

Eu senti ela empurrar o rabo contra a minha cara e neste momento a tira da calcinha já estava de lado e minha língua estava atolada na sua bucetona. Ela se afastou e abaixou sua bunda e empurrou de volta novamente desta vez minha língua estava no seu cu. Ela empurrou para trás com tanta força que eu tive dificuldade em manter o equilíbrio. Ela então começou a moer sua bunda no meu rosto e trabalhar minha língua mais fundo em sua bunda. Então eu ouvi o marido dizer

- "Querida, você gosta da língua dele? Está gostoso querida?"

- "Oh, sim amor, eu preciso da língua dele. Eu quero muito ele chupando minha bunda e minha buceta"

- "Há meu bem... então por que você não o deixa mais confortável e torna isso tudo mais fácil para ele?"

Ela se levantou e virou-se, acariciando minha mão e me puxando para o meio da sala. Ela se agachou em minha frente e estendeu a mão, desfazendo o meu cinto e baixando as minhas calças que caíram sobre os meus sapatos, mas acabei chutando meus sapatos pra um canto e as calças sairam. Ela puxou meu pau da minha cueca e sem qualquer hesitação, ela tomou em sua boca e começou a chupar meu pau. O tesão foi enorme, eu pensei que ia explodir naquele momento, mas consegui manter o controle. Ela chupou lambeu e punhetou meu caralho, esfregou na cara e lambeu por baixo das bolas até a ponta e voltou por cima lambendo da ponta até os pentelhos, então parou e se deitou no tapete do chão do salão. Ela olhou para mim e disse:

- "Chupe minha buceta" Eu caí de joelhos no meio de suas pernas e cai de boca nela e ouvi o marido dela dizer

- "Sim, é isso, chupe a buceta da minha puta, chupe bem! Eu amo ver outro macho chupando essa buceta"

- "Você gosta querida? Ele está chupando gostoso?"

- "Oh deus, sim, sim, muito bom!"

- "Então diga sua puta! Fale... como você quer? Diga pra ele como você quer que ele chupe essa buceta! Fale" ele disso isso com uma uma voz severa, e ela então me ordenou

- "CHUPE ESSA PORRA... ENFIA A LINGUA NA MINHA BUCETA! ENGOLE A MINHA PORRA, BEM FUNDO, CHUPA O MEU GRELO SEU FILHO DA PUTA" ela começou a gritar ordens e com suas mãos a empurrar minha cabeça pra dentro dela

- "CHUPA CARALHO, ENFIA FUNDO ESSA LINGUA... HAAAA... CHUPA MEU CU AGORA SEU PUTO... ISSSSSS...O"

Eu fazia tudo o que ele me dizia para fazer, o tempo todo trabalhando minha lingua na Bunda ou na buceta dela. Foram uns 10 minutos e eu senti o corpo dela ficar tenso e então eu a ouvi gritar

- "OH DEUS... EU TO GOZAAANDO.. EU TO GOZAAANNDO.. CHUPA MEU GRELO, CHUPA MEU GREEELOOO... ISSSSSOOOO EUT TO GOZAAAAAAAANDOOOO....HAAAAAAA"

Ela soltou suas mãos da minha cabeça enfiando seus dedos no tapete da salar, arqueando todo seu corpo e eu senti uma onda de sucos jorrando da sua buceta para o meu rosto, eu não diminuí o ritmo, continuei lambendo e chupando a Buceta e a bunda dela, enfiando a lingua o mais fundo que eu podia em busca dos sumos salgados e pegajosos. E ela com o corpo arqueado esfregava mais ferozmente sua buceta na minha cara, ofegando e gemendo. Então uma segunda onda de sucos escorreu no meu rosto.

- "OH DEUS... AMOOOR... ELE É BOM NISSSO.. TO GOZANDO DE NOVO AMOOOOR... EU TO GOZAAAANNNNDOOOO....HAAAA" Foi quando eu ouvi o marido dizer

- "Goza minha delicia, goza cachorra safada."

- "Voce quer meter com ele? Voce quer que ele fode a sua buceta querida?"

Ela não disse uma palavra sequer, ela apenas empurrou a minha cabeça para longe da sua boceta, e me lançou um olhar de provocação, esfregando seu grelo com dois dedos para então enfiar eles fundo em sua boceta e puxar pra fora brilhantes com seus liquidos. Eu sabia exatamente o que fazer, o meu pau estava tão duro e latejante que eu coloquei na buceta dela sem precisar guiá-lo com a mão, ela empurrou seu corpo em minha direção e foi até o fundo dentro dela. Ela gemeu quando eu comecei a bombar meu pau dentro dela, e então ela começou um ritmo frenético de esfregar sua boceta para frente e para trás no meu pau, o marido falando palavras de incentivo.

- "ISSO FODE ESSA BUCETA, MOSTRE PRA ESSA PUTA COMO SEU PAU É DURO"

- "METE ESSE CARALHO, METE ATÉ O TALO, COME ESSA VADIA!"

- "ESTÁ GOSTOSO QUERIDA? O PAU DELE É GRANDE? É GOSTOSO ESSE CARALHO TE FODENDO?"

- "É GROOSSSO AMOR. QUE PAU GOSTOSO, É BEM MAIS GROSSO QUE O SEU AMOR, OLHA QUE DELICIA... HAAA"

- "CADELA..." ele disse com um sorriso no rosto

Eu estava fodendo com fúria a buceta dela e podia sentir que estava chegando perto de gozar e ela olhou nos meus olhos e disse

- "Eu quero você na minha bunda agora... por favor fode a minha bunda"

Eu não perdi tempo puxei meu pau para fora de sua buceta e ela rolou no tapete com agilidade ficando de quatro na minha frente. Eu coloquei a cabeça do meu pau em sua bunda, encaixei nas pregas do cu dela e fiz um pouco de pressão e a cabeça entrou fácil e ela gritou:

- "METE ESSE PAU INTEIRO NO MEU CU... METE SEM DÓ.. EU QUERO TUDO... FODE O MEU CU" Seu marido praticamente repetiu suas palavras

- "FODA ESSE CU... METE ESSE PAU GROSSO NO RABO DELA, METE TUDO CARALHO" Eu empurrei meu pau todo de um só vez nela, entrou praticamente todo de uma tacada só e ela soltou um grito

- " OHHHHHHHHHHHHHHH DEUS QUE BOOOOMMMMMMM " Uma vez que o meu pau entrou tudinho eu pensei e esperar o cu acostumar um pouco porque meu pau apesar de não ser muito grande é realmente bem grosso, mas ela gritou:

- " METE PORRA... FODE O MEU CU CARALHO... FODE COM FORÇA SEU PPUTO"

Eu fiquei com raiva e meti com raiva, tirando o pau inteiro fora e empurrando tudo com furia de uma só vez pra dentro, meti com força e meti rápido na bunda dela, mas eu não durei muito e meu gozo veio. Eu explodi uma carga pesada do meu esperma na bunda dela. Ela gemeu "MMMMMMMMMMMMMMMMMMM" sentindo a porra quente encher o seu cu, e ouvi o marido dela

- "ISSSO... ASSIM É QUE SE FODE UM CU"

Ela caiu para a frente e o meu pau semi-duro saiu do cu dela, e o meu esperma, escorreu pra fora do cu, escorrendo encharcando sua vagina e observei meu esperma pingando no tapete. Eu ouvi o marido dizer:

- "Querida você gosta disso? Você quer mais?" Ela virou-se e olhou para mim e disse

- "Eu quero mais amor, eu preciso de mais"

Seu marido se levantou do sofá onde observou o tempo todo a gente fodendo, se aproximou de uma mesa onde o telefone estava pegou e discou um número. Dentro de poucos minutos houve uma batida na porta. Ele foi atender a porta e dois caras entraram e vieram ao nosso encontro. Eles já entraram, tirando suas roupas e quando nos alcançaram no meio da sala estavam ambos pelados. Ela arrastou-se para o meio da sala de joelhos com a minha porra ainda pingando de sua bunda. Os dois caras estavam na frente dela um de cada lado dela enquanto ela pegava seus pênis semi-duros em suas mãos e ela chupava um e depois o outro. Chupando um e punhetando outro, revezando entre eles, até que ambos estavam duros e ambos estavam tentando foder sua boca. Foi quando o marido dela gritou ordens para eles. Apontando para um deles e chamando-o pelo seu nome:

- "Marcos chega lá e chupa ela"

- "Ricardo deixa ela chupar seu pau"

Eu assisti Marcos se enfiar por baixo dela entre suas pernas enquanto ela de quatro abriu as pernas o máximo que pôde deixando-lhe espaço suficiente para conseguir lá embaixo para chupa-la. Eu assisti sua língua agíl lambendo sua xana, quando um gotejamento da minha porra gotejou do cu sobre a lingua dele e, sem hesitação ele engoliu e depois mergulhou sua lingua na buceta enquanto ela chupava o pau de Ricardos. Ela gemia abafada pelo pau de Ricardos tão fundo em sua garganta, mas daria pra dizer que ela estava adorando tudo. Ricardo estava tão excitando que em poucos minutos deu sinais que estava prestes a gozar e então ele grunhiu e disse "VOU GOZARR" eu assisti enquanto ele empurrava o pau inteiro para dentro da boca dela e eu podia ver suas bochechas inchando para fora enquanto a porra enchia sua boca. Ele puxou o pau para fora da boca dela e um fio de porra branca e gosmenta escorreu pelo canto da boca dela.

Sem dizer uma palavra, Marcos saiu de baixo dela e Ricardo caiu de joelhos na frente dela. E eu assisti os três compartilharem um beijo de língua. Os tres se beijando e compartilhando a porra de Ricardo que passava de boca em boca, de lingua em lingua, até os tres terem engolido tudo e lamberem suas faces até não restar mais porra. Eu então olhei para ver Valter que estava agora pelado punhetando seu pau no sofa ao lado. A coisa só ficava cada vez mais louca... pois em seguida Ricardo rastejou até o meio das pernas de Valter e tomou o pênis de Valter em sua boca e iniciou um boquete no nosso anfitrião. Marcos imediatamente se levantou e se posicionou ao lado do sofa perto do rosto de Valter e enfiou seu pau de 20cm na boca de Valter que mamou com sofreguidão a pika grossa do rapaz.

Eu não tinha certeza do que fazer ou dizer, então apenas fiquei sentado assistindo aquilo. A esposa de Valter sentou ao meu lado e começou a beijar minha boca e acariciar lentamente o meu pau duro para cima e para baixo. Ela então quebrou o silêncio

- "Você não precisa se preocupar, você está aqui para o meu prazer e eu estou aqui para o seu prazer" Nós assistimos os três fazendo o que queriam. Marcos soltou um gemido

- "OH VOU GOZARR... BEBE MINHA PORRAAA... AHHHMMM.." Eu assisti Valter continuar mamando e engolindo a porra e então ouvi Valter com uma voz abafada pela pika de Marcos dizer:

- "AHMMM...TO GOZAAAANDO.." Enquanto seu corpo convulsionava e vi Ricardo lutando para engolir toda a porra de Valter. Eu assisti Marcos se abaixar para ajudar Ricardo a limpar o esperma do pau de Valter.

Eu não tenho certeza do que aconteceu comigo, mas eu senti uma eletricidade no meu pau com aquela cena e comecei a atirar uma carga de esperma no ar. Eu até me espantei de quanta porra esguichou, fazia muito tempo que eu não dava uma gozada tão forte, com a porra voando tão alto pra fora do meu pau. Eu urrei como um urso e acho que isso chamou a atenção dos outros porque notei que todo mundo estava assistindo a minha gozada. A esposa de Valter se inclinou e começou a limpar a minha porra, lambendo desde o meu peito, descendo pela barriga até chupar o meu pau limpo. Eu assistia ela me lambendo e sugando, e podia ver Marcos, Ricardo e Valter sentados lá acariciando suas pikas novamente enquanto assistiam tambem a esposa de Valter chupar o meu pau enquanto enfiava tres dedos em sua buceta até ter outro orgasmo.

Nossa empresa fechou contrato, e o projeto milionário deu um salto especial para mim. E durante a execução do projeto passei a me relacionar com mais frequencia com esse grande cliente, e fui apresentado a outros, em longas e intermináveis reuniões de negócios.

COMENTÁRIOS PLEASE...

Escrito por: Lobo Branco

 

Envie seu conto erótico para: contoseroticos@sexofalado.com.br