Sexo na clínica de massagem e acupuntura

Meus suspiros e gemidos ficaram mais intensos, pois suas mãos estavam massageando minha virilha, coxas, apertando e arranhando pela parte de dentro


2
2 points
Sexo na clínica de acupuntura

Vou contar aqui uma história de sexo gostoso numa clínica de massagem e acupuntura.

Já havia uns 3 meses que ocorriam as sessões de acupuntura e massagens para ajudar nas dores e estresse do trabalho. Nas primeiras vezes ficava meio intimidado por estar ali naquela sala com meia luz, música ambiente relaxante e ela, a massagista.

Até então nada que passasse disso, uma leve timidez, pela situação com ela, ela de mãos macias, pele clara, não muito alta, cabelos curtos e sempre muito bem perfumada não era um padrão de mulher gostosa, que você fica tarado, mas com o passar das sessões, o clima, o toque na pele, tudo foi juntando e mexendo com minha imaginação, com minha excitação.

Eu já havia notado que o corpo dela tinha um belo contorno, seios que pareciam caber na palma da mão e uma boca que sempre chamava beijo.

Na última sessão eu havia chego mais tenso do que o habitual, cansaço e estresse envolvido ao trabalho e demandas do dia, como sempre ela me recebeu muito simpática com um beijo no rosto e um pequeno abraço, pediu para que eu tirasse a roupa para iniciar a sessão.

Fui ao pequeno cômodo, comecei desabotoando minha camisa, puxando-a de dentro da calça, tirei meu cinto, abri a calça e me despi, ficando apenas com minha cueca box branca, que deixava meu corpo mais contornado ainda e só então notei que a porta não estava completamente fechada, havia ficado uma pequena fresta e por ali, olhando pelo espelho pude notar que eu estava sendo observado a todo instante, ela parecia estar gostando do que via, e lógico, isso já me acendeu, meus pensamentos foram longe.

Leia mais Contos Eróticos

Me contive e continuei, tirando a cueca e ficando completamente nu de frente ao espelho por alguns segundos, como se estivesse relaxando por estar um pouco livre, e isso ainda notando que ela estava de olho em tudo.

O Sexo na clínica

Me enrolei na toalha branca e me deitei a maca, como de costume, ficando de bruços e recebendo primeiramente as massagens em meus ombros, costas e depois pernas. Seu toque estava mais intenso, uma pegada diferente.

  • Nossa como você está tenso hoje, acho que uma sessão só não será o suficiente. Rsrsrs (comentou ela massageando meus ombros).
  • Olha que é mesmo, hoje está complicado rsrsrs (respondi a ela).

Suas mãos começaram a percorrer minhas costas, indo em direção a minha bunda, pernas, massageando minhas coxas e então um toque dela me surpreendeu, seus dedos percorreram um pouco além das coxas indo em direção a minha virilha, eu que já estava me controlando não resisti, acabei soltando um leve suspiro quando senti esse deslizar dos dedos em minhas pernas, me excitou muito.

Fiquei sem saber o que fazer, será que suspirei alto?! Ela ouviu? Sua massagem continuava, agora em meus pés, e meu tesão aumentando com cada movimento recebido. Não parava de pensar em sexo.

  • Agora vire-se (falou ela).
  • hummm… agora agora?! Respondi meio que envergonhado, me fazendo de cansado.
  • Isso mesmo, seu preguiçoso, trate de acordar rsrsrs (falou ela meio rindo).

Me virei meio sem jeito, pois meu tesão estava intenso, eu já sentia o volume por baixo da toalha, fiquei de barriga pra cima, e ela ainda de costas pegando mais gel.

Fiquei de olhos quase fechados, fazendo de conta que estava tudo normal. Notei que quando ela se virou já notou o volume do meu sexo por debaixo da toalha e veio em minha direção com um olhar diferente. Suas mãos deslizavam meu peito, ombros e a cada movimento era um espasmo que eu fazia junto soltando um leve gemido, tentando ser discreto e silencioso (mas acho que não estava sendo, pois notei sua língua passeando pelos lábios algumas vezes, seguido de leves mordidas).

  • Nossa, você hoje está realmente, muito tenso. (Disse ela arranhando minha barriga e terminando por pegar no meu sexo, duro por de baixo da toalha).
  • hummmmm… Estou mesmo doutora… huuummm… consegue me ajudar?!

Meus suspiros e gemidos ficaram mais intensos, pois suas mãos estavam massageando minha virilha, coxas, apertando e arranhando pela parte de dentro, o que estava me deixando louco de tesão. Morrendo de vontade de fazer um sexo gostoso. Senti seus dedos acariciando minhas bolas, indo e vindo até que senti sua mão esquerda pegando elas por inteiro.

  • Vamos ver o que posso fazer por você hoje, mas já lhe adianto que eu ainda tenho 40 min de sessão, então, nada de querer terminar antes, entendeu?!
  • Uhumm… sim… sou todo seu…

Soltei um gemido ao sentir seu toque macio, sua mão leve tocando meu sexo por debaixo da toalha enquanto a outra mão apertava minha coxa. Suas mãos subiram levemente a toalha, estava massageando minhas bolas e meu pau ao mesmo tempo, mas ainda semi nu, com a toalha enrolada em meu corpo. Seus dedos esfregavam a cabeça dele, já molhada e pulsante com tudo aquilo.

Estava sendo a melhor sessão que eu já tive, estava em êxtase, louco de tesão com ela, só eu e ela naquela sala achando que estava por acabar, quando ela puxa toda toalha, me deixando totalmente nu, com meu sexo totalmente rígido sem mais o empecilho da toalha me apertando.

  • Quero ver o que temos aqui… humm… Quero saber qual a melhor técnica a utilizar em você hoje.

Seus dedos passeavam pelo meu sexo, de cima abaixo, deixando minha glande molhada e exposta, massageando minhas bolas, desejando o gel, ainda gelado, que me fazia gemer ainda mais quando caia sob a pele.

  • ahhhhh….essas suas mãos, são mãos de fada…hummmm…sabia?!?
  • É, eu sei… mas quero saber do que vai achar da minha outra técnica, agora com a boca…

Ela se posicionou de costas pra mim, abocanhando meu sexo, primeiro a cabeça, passando a língua, roçando ele inteiro até colocar tudo naquela boca gostosa, aveludada, macia (huummmm… que tesão me dá só de lembrar). Seus movimentos de vai e vem estavam me deixando louco de tesão, eu já gemia sem medo delirando com cada passada de língua, com cada chapada em meu membro rígido, latejando na sua boca.

Com minha mão esquerda comecei a acariciar suas pernas, aquela cena dela, me chupando com aquela bundinha arrebitada me tiraram dali, me fez esquecer por completo onde eu estava, queria apenas aproveitar ao máximo aquele prazer gostoso. Subi arranhando suas pernas, levantando seu jaleco, sentindo sua pele arrepiada, quente.

Suas mãos me masturbavam enquanto me chupava deliciosamente, cheia de tesão, pude ouvir uns gemidinhos gostosos vindo dela se deliciando com meu pau na boca. Levantei todo seu jaleco e apertei gostoso aquela bundinha macia, de pele arrepiada, com uma calcinha amarela, pequena e gostosa, deixando tudo ainda mais sexy.

Siga nosso Twitter

Ao apertar mais forte seu gemido foi mais intenso, assim como suas chupadas, massagens e carícias nele.

  • ahhhhhh… doutora, sua gostosa… sabe a quanto tempo estava querendo, precisando disso?!? Hummmmm… assim… assim… não vou aguentar…
  • hummm… seu safado, já estava querendo isso faz tempo?! Venha… não se segure mais, hoje você sairá daqui bem mais leve…

Suas chupadas aumentaram mais, e mais, e mais, assim como meus gemidos junto com os dela, afastando as pernas dela, tocando sua bucetinha por trás pude notar o quanto estava quente, molhada, encharcada de tesão.

Afastei ela de lado e penetrei com meu dedo indicador, ela gemeu algo e gostoso abrindo ainda mais as pernas, apertando meu sexo, beijando, sugando ele todo com sua boca.

Meus movimentos de vai e vem seguiam o ritmo que ela ditava, estava delicioso, ser chupado e masturbar aquela doutora delícia, aumentei o ritmo de meus toques na sua bucetinha, colocando dois dedos, a fazendo gemer ainda mais alto.

  • ahhhhhh… assim… hummm… não vou aguentar doutora vou gozar… ahhh… ahhh…

Aumentei minha velocidade junto com ela, eu não estava mais aguentando, e ia acabar gozando naquela boca gostosa. Não demorou muito para que os jatos de orgasmo viessem a tona, e ela continuava me chupando, bebendo tudo, me deixando louco de tesão.

Senti sua bucetinha ainda mais melada e suas pernas estremecerem junto com minha gozada, eu a fiz gozar junto comigo, o que me deixou ainda mais cheio de prazer e vontade…

Ela se virou, passando as mão pelos lábios e olhou para o relógio perto da porta, ainda faltavam 15 minutos… Sexo?

(Uau… E eu achando que já tinha extrapolado o tempo, quero comer ela, será que consigo?!)

O que você achou dessa história de sexo gostoso com a massagista?


Gosto disso? Compartilhe com os seus amigos!

2
2 points

Qual é a sua reação?

Sexy Sexy
3
Sexy
Ri Muito Ri Muito
0
Ri Muito
confuso confuso
0
confuso
Falhou Falhou
0
Falhou
Amei Amei
2
Amei
Perfeito Perfeito
0
Perfeito
Sexo Falado

0 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escreva seu Conto Erótico
Conto Erótico
Texto formatado com incorporações e recursos visuais
Teste de personalidade
Série de perguntas que pretende revelar algo sobre a personalidade
Quiz Curiosidades
Série de perguntas com respostas certas e erradas que pretendem verificar o conhecimento
Enquete
Votação para tomar decisões ou determinar opiniões
Contagem regressiva
As contagens clássicas da Internet